Terça, 21 de Setembro de 2021
75998557038
31°

Poucas nuvens

Alagoinhas - BA

Dólar com.

R$ 5,28

Euro

R$ 6,19

Peso Arg.

R$ 0,05

BAHIA RIFA?

Jovens de 18 a 21 anos são oferecidas em rifas sexuais como prêmio em Feira de Santana

Tudo feito pelo jogo do bicho

03/09/2021 18h14
Por: Rodrigo Rattes Fonte: BNEWS
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Uma nova forma de prostituição, em que meninas entre 18 e 21 anos são ofertadas em rifas sexuais, acontece na cidade de Feira de Santana, no interior da Bahia. As rifas são divulgadas em grupos de WhatsApp e Instagram. 
 
O prêmio, segundo apuração do jornal “O Protagonista”, oferece duas horas em um quarto de motel de luxo com a jovem ofertada e o valor do transporte para se deslocar ao local. Além disso, o ganhador da rifa ainda tem direito a uma garrafa de uísque, um engradado com cervejas da Heineken, quatro energéticos e um litro de vinho. 
 
O jornal ouviu uma das jovens ofertadas, de apenas 19 anos, e sua rifa será sorteada às 19h, pelo jogo do bixo, nesta sexta-feira (3). O valor cobrado pela dezena é R$ 20 e a rifa oferece um desconto de R$ 10 para os compradores que adquirirem três dezenas. 
 
Ainda de acordo com O Protagonista, algumas rifas cobram somente R$ 15 pela dezena ou R$ 50 por uma cartela com quatro dezenas. Tudo isso é feito pelo jogo do bicho. 
 
A jovem entrevistada pelo site afirma que o cartaz de divulgação com fotos sensuais é publicado nas redes sociais para chamar atenção de outros compradores. "Quanto mais mostramos, mais dezenas vendemos", explica a menina. 
 
Ao ser perguntada sobre por qual razão se oferecia nas rifas, a jovem explicou que faz porque precisa do dinheiro. "Já promovi rifa para pagar agiota que estava me ameaçando. Não tenho ninguém por mim, então me viro como posso para sobreviver. E acaba sendo legal ser uma surpresa o cliente que vai ganhar. Tem caras legais, que eu acabo curtindo. Outros, nem tanto", declarou.
 
A jovem afirma que consegue faturar bastante com as rifas. "Faço só três a quatro rifas por mês. Eu mesma sou o prêmio principal. Já tenho clientes certos que compram bastante dezenas para concorrer. Dá para pagar minhas contas e ainda fico com uns R$ 3 mil livres. Se fizesse mais, faturaria mais", destacou. 
  
Em Salvador, garotas de programas que faziam parte de uma mansão que funcionava como um prostíbulo ganhavam uma comissão de R$ 50 por conseguir trazer para o esquema outras jovens e os programas aconteciam após a realização de uma rifa adquirida pelos clientes. Policiais estiveram na residência, que fica na Rua Afonso Ruy, no Itaigara, na manhã desta quinta-feira (2), após denúncia de que havia exploração de adolescentes. 
 
"Em Salvador agora teve prisão de uma mulher que agencia. Aqui em Feira, pelo que eu sei, as rifas são feitas pelas próprias meninas. Não tem agenciador", salienta a jovem do interior da Bahia. 
 
A jovem possui dois irmãos, seus pais moram na zona rural de Feira de Santana e não fazem ideia do que ela faz para viver. "Meus pais nem sonham que faço isso. Um irmão mais velho descobriu porque viu em um grupo de zap. Ele me esculhambou, mas não me importo porque só não quero voltar para a vida na roça, de falta de tudo. Estou bem fazendo o que faço até o dia que Deus me mostrar um outro jeito de ganhar a vida", concluiu a feirense. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.