Terça, 21 de Setembro de 2021
75998557038
31°

Poucas nuvens

Alagoinhas - BA

Dólar com.

R$ 5,29

Euro

R$ 6,2

Peso Arg.

R$ 0,05

POLÍTICA MARACUTAIA?

Vice-líder do PT rebate Silas Malafaia após ataque a Rui Costa: "Paladino da imoralidade"

O governador Rui tem o reconhecimento dos baianos e o presidente Bolsonaro a rejeição de nosso povo", retrucou o deputado estadual baiano

03/09/2021 18h03
Por: Rodrigo Rattes Fonte: BNEWS
Por: BNews/Vagner Souza
Por: BNews/Vagner Souza

O vice-líder do governo do estado na Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Robinson Almeida (PT), chamou o pastor Silas Malafaia de "paladino da imoralidade" e "Silas Maracutaia" depois do religioso chamar o governador Rui Costa, nesta sexta-feira (3), de "vagabundo", durante assinatura do contrato de um trecho da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL). 

"Bolsonaro escala um falso líder religioso, Malafaia que pela biografia, deveria ser chamado de Silas Maracutaia, pra ofender os baianos. O povo sabe quem trabalha pela Bahia. O governador Rui tem o reconhecimento dos baianos e o presidente Bolsonaro a rejeição de nosso povo", retrucou o deputado estadual baiano.

Um dos principais defensores de Bolsonaro, Silas Malafaia foi indiciado em 2017 pela Polícia Federal por lavagem de dinheiro no inquérito da Operação Timóteo, que apura um esquema de corrupção nas cobranças de royalties da exploração mineral.  Em dezembro daquele ano, Malafaia foi alvo de condução coercitiva pela Polícia Federal.  Esse ano, ele se envolveu em outra polêmica ao pedir nas redes sociais que Jair Bolsonaro rasgasse a Constituição Federal e usasse as Forças Armadas contra o Supremo Tribunal Federal (STF). 

Entenda o caso

Ao lado de Jair Bolsonaro, ministros e deputados, Malafaia acusou Rui Costa de contratar, nas palavras dele, "um ladrão", ao tempo que citou o caso da compra fracassada dos respiradores por parte do Consórcio do Nordeste no ano passado. O líder evangélico ainda disparou em sua fala: “me processa, vagabundo”.

"Só para lembrar a vocês que o dinheiro que o governo federal mandou para as prefeituras e governos estaduais, dava para fazer mais de 40 mil leitos de UTI de ponta [...] mas o dinheiro foi roubado na maior safadeza. O governador da Bahia nomeou um ladrão, estou chamando aqui, manda ele me processoar, o governador nomeou um ladrão chamado Carlos Gabas. Me processa, vagabundo! Esse cara comprou R$ 49 milhões em respiradores, pagou à vista antecipadamente a uma empresa de maconha e os respiradores nunca chegaram", vociferou.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.