Terça, 21 de Setembro de 2021
75998557038
31°

Poucas nuvens

Alagoinhas - BA

Dólar com.

R$ 5,29

Euro

R$ 6,2

Peso Arg.

R$ 0,05

ALAGOINHAS ALAGOINHAS

SEMAS realiza a X Conferência Municipal de Assistência Social

Organizado pelo Conselho Municipal de Assistência Social, o evento, que desta vez trouxe como tema “Direito do povo e dever do Estado, com financiamento público para enfrentar as desigualdades e garantir proteção social”

31/08/2021 10h21
Por: Rodrigo Rattes Fonte: Prefeitura de Alagoinhas
Foto: Roberto Fonseca
Foto: Roberto Fonseca

A Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS) realizou, durante toda a manhã e tarde desta segunda-feira (30), na Câmara de Vereadores, a X Conferência Municipal de Assistência Social.  Organizado pelo Conselho Municipal de Assistência Social, o evento, que desta vez trouxe como tema “Direito do povo e dever do Estado, com financiamento público para enfrentar as desigualdades e garantir proteção social”, teve como foco a avaliação da Política de Assistência Social e a construção de diretrizes para o aprimoramento do Sistema Único de Assistência Social (SUAS).

As propostas deliberadas pelos grupos temáticos serão levadas para as conferências estadual e nacional. “Nosso objetivo foi promover debate para conferir e avaliar o que que está sendo realizado nestes últimos dez anos desde a implementação do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), em Alagoinhas, e discutir objetivos a serem alcançados, possibilitando a melhoria das políticas da Assistência Social nos âmbitos municipal, estadual e federal”, destacou o presidente do Conselho Municipal de Assistência Social e subsecretário da SEMAS, Ruidinaldo da Costa.

“A inclusão social vai além da SEMAS, depende de um trabalho conjunto que envolve todas as pastas, a sociedade civil, e a conferência é o momento de reforçar e aprimorar este trabalho em rede” enfatizou a secretária municipal de Assistência Social, Ludmilla Fiscina, durante a abertura do evento.

Durante a conferência, a secretária citou ações recentes da Prefeitura que favorecem a inclusão social, como o avanço nas políticas voltadas para as mulheres, para a População em Situação de Rua, e as ações desenvolvidas pela pasta no enfrentamento às desigualdades sociais nesse período da pandemia.

A X Conferência Municipal de Assistência Social contou com a palestra mana da assistente social , formada em Administração de Pequenas e Médias Empresas e especialista em Gestão de Pessoas, em Controladoria em Finanças, e consultora da SERVSUAS, Mônica Dolores, que fez observações sobre o tema central do encontro.

As propostas para a Assistência Social foram definidas a partir de discussões feitas em cinco grupos temáticos: A proteção social não contributiva e o princípio da equidade como paradigma para a gestão dos direitos socioassistenciais no enfrentamento das desigualdades; Financiamento e orçamento como instrumento para uma gestão de compromissos e corresponsabilidades dos entes federativos para a garantia de direitos; Controle Social: O lugar da sociedade civil no SUAS e a importância da participação dos usuários; Gestão e acesso às seguranças socioassistênciais e a articulação entre os serviços, benefícios e transferência de renda como garantias de direitos socioassistenciais e proteção social; Atuação do SUAS em Situação de Calamidade Pública e Emergências.

Também foram eleitos os delegados, integrantes do governo municipal e da sociedade civil, para representar o município na etapa estadual.

Presenças

Além da Secretária da Semas, Ludmilla Fiscina e o subsecretário da pasta e presidente do Conselho Municipal, Ruidinaldo da Costa, o presidente da Câmara de Vereadores, José Cleto, o representante municipal dos usuários da Política de Assistência Social, Márcio Silva Souza, Lilian de Souza, representando os trabalhadores do SUAS, e a diretora da Pestalozzi, Jane Santana compuseram a mesa diretiva da X Conferência Municipal de Assistência Social. Também participaram do evento os vereadores Luciano Almeida e Djalma Santos, representantes do Conselho Tutelar, de secretarias municipais e outros órgãos governamentais que desenvolvem ações na área, como CRAS, CREAS e CRAM, e alunos da Pastoral do Menor, que fizeram uma apresentação artística pelo projeto desenvolvido pela entidade “Arte pela Vida”.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.