Sábado, 31 de Julho de 2021
75998557038
26°

Pancada de chuva

Alagoinhas - BA

BRASIL JUSTIÇA

Advogado que sumiu com filho tem recurso indeferido na Justiça e terá que devolver criança à mãe

Desde maio a mãe, que tem a guarda da criança, não tem contato com o filho.

21/07/2021 08h45
Por: Equipe Alagonews Fonte: BNews
 Por: Reprodução
Por: Reprodução

O advogado Paulo Roberto de Aguiar Valente Junior, 38 anos, teve um recurso negado pelo Tribunal de Justiça da Bahia, nesta terça-feira (20), e por isso terá que devolver o filho à mãe Catharina Galvão. Desde maio a mãe, que tem a guarda da criança, não tem contato com o filho. 

Paulo até tentou, através de um agravo, derrubar o mandado de busca e apreensão que o obriga a devolver o filho de três anos à sua ex-companheira. 

Catharina usou suas contas nas redes sociais para denunciar o ex-companheiro. "Eu não falo com o pai do meu filho por conta de uma medida protetiva. Mas falava com o pai dele, o avô do meu filho. Mas eles desligaram o telefone e não me atendem mais. Estou desesperada por notícia", disse. 

O despacho do mandado de busca e apreensão, assinado no dia 13 de julho pelo juiz Maurício Andrade de Salles Brasil, estabeleceu uma multa de R$ 1.000 por dia de descumprimento da pena. 

Segundo Mônica Santana, advogada de Catharina, o pai teria entrado em contato com o oficial de justiça e se comprometido a devolver o filho nesta quarta-feira (20).

"Ele ficou de dizer o horário e o local. Mas ainda não enviou mensagem avisando nada. Temos a impressão que ele estava querendo ganhar tempo pra tentar entrar com o agravo no Tribunal de Justiça. Mas, acabou perdendo os recursos e agora não tem para onde apelar. Só resta devolver o menino para a mãe, que tem a guarda unilateral", disse em entrevista ao apresentador José Eduardo. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.